top of page
  • Foto do escritorJoão Pedro Locatelli Cezar

Deficiência de G6PD: o que você precisa saber

Já ouviu falar sobre a Deficiência de Glucose-6-Fosfato Desidrogenase (G6PD)? Trata-se de uma condição hereditária que afeta o nosso corpo de uma maneira específica. Algumas pessoas têm uma enzima importante em menor quantidade, o que pode causar problemas.

A deficiência do gene G6PD é um desequilíbrio metabólico hereditário comum que afeta as células do corpo. Pode ser identificado através de um teste de diagnóstico. A compreensão desta condição e dos seus sintomas ajudará a determinar a melhor forma de tratamento para a pessoa afetada.



O que é G6PD?

G6PD é uma enzima que desempenha um papel importante no metabolismo celular. Quando o gene que controla a produção da enzima é anormal, ocorre a deficiência de G6PD. Esta condição afecta cerca de 400 milhões de pessoas em todo o mundo, principalmente na África, Ásia e Mediterrâneo Oriental.

Vamos explicar de forma simples: as nossas células vermelhas do sangue precisam de uma enzima chamada G6PD para se protegerem contra danos. Quando a pessoa tem a deficiência de G6PD, isso significa que ela tem uma quantidade insuficiente dessa enzima, logo sua célula vermelha tem mais dificuldade em se proteger contra danos oxidativos externos! Isso pode causar anemia hemolítica (quando as células vermelhas do sangue morrem antes do tempo) e crises hemolíticas (perda súbita de células vermelhas do sangue).


Sintomas

Os sintomas da deficiência de G6PD podem variar de leve a grave, dependendo da quantidade de enzima produzida. Os sintomas mais comuns incluem níveis de glóbulos vermelhos anormais, anemia hemolítica, icterícia e infecções bacterianas repetidas.


Diagnóstico

O diagnóstico da Deficiência de G6PD é feito por meio de um simples teste de sangue, mas também pode ser feito por testes genéticos e detectada em versões mais completas do teste do pezinho. Assim que você souber que tem essa condição, é só seguir as orientações médicas e evitar os medicamentos e alimentos que podem piorar a situação.


Tratamento

Não se preocupe, existem formas de evitar problemas. Alguns medicamentos, como sulfonamidas e anti-maláricos, e alimentos, como feijão de fava e outras favas (daí o nome de favismo utilizado em alguns locais) e certos tipos de frutas cítricas, podem levar ao quadro de hemólise em pessoas com Deficiência de G6PD. Por isso, é essencial evitá-los. Além disso, se você ou alguém que você conhece tiver sintomas de uma crise hemolítica, como cansaço, pele amarela, dor abdominal e urina escura, é importante procurar ajuda médica imediatamente.

Em alguns casos de crises hemolíticas mais graves, onde os sintomas são mais intensos e duradouros, uma transfusão de sangue pode ser necessária para fornecer novas células sanguíneas saudáveis e ajudar a restaurar o equilíbrio. Esta abordagem é usada somente quando outros tratamentos não conseguem aliviar os sintomas da crise de maneira eficaz. Lembro que toda transfusão deve ser prescrita e realizada por um profissional qualificado para evitar efeitos colaterais ou complicações.


Conclusão

Em resumo, a Deficiência de G6PD é uma condição que pode ser controlada com medidas simples. Não tenha medo de procurar ajuda médica se tiver suspeitas. O médico hematologista pediátrico é o profissional adequado para acompanhar e manejar as crises.

O médico hematologista pediátrico é o profissional adequado para acompanhar e manejar as crises relacionadas a distúrbios sanguíneos em crianças. Estes profissionais estão bem versados na avaliação dos sintomas, como anemia, leucemia e outras doenças hematológicas, bem como no diagnóstico, tratamento e monitoramento de seus pacientes.

23 visualizações0 comentário

댓글

별점 5점 중 0점을 주었습니다.
등록된 평점 없음

평점 추가
bottom of page