top of page
  • João Pedro Locatelli Cezar

4 formas de preservar legumes e verduras



Preservar verduras e legumes é uma ótima maneira de garantir que você tenha alimentos saudáveis e frescos à sua disposição, mesmo quando a temporada de colheita acaba. Existem várias maneiras de preservar esses alimentos, incluindo congelamento, secagem, fermentação e embalagem a vácuo.

  • Congelando verduras e legumes: O congelamento é uma das maneiras mais fáceis de preservar verduras e legumes. Para congelar, lave e corte os alimentos em tamanhos desejados, coloque-os em sacos plásticos selados e leve-os ao freezer. Certifique-se de remover o ar dos sacos antes de congelar, para evitar que os alimentos fiquem com sabor ou textura ruins.

  • Desidratar verduras e legumes: Outra maneira de preservar verduras e legumes é secando-os. Isso pode ser feito deixando os alimentos expostos ao sol ou colocando-os em um desidratador. Lembre-se de esterilizar os alimentos antes de secá-los, para evitar a proliferação de bactérias.

  • Fermentando verduras e legumes: Fermentação é uma técnica antiga que é usada para preservar verduras e legumes. Isso é feito colocando os alimentos em água salgada ou em um molho de iogurte e deixando-os fermentar por um período de tempo. Isso ajuda a criar probióticos saudáveis e aumenta o sabor dos alimentos.

  • Embalagem a vácuo: Embalagem a vácuo é outra maneira eficaz de preservar verduras e legumes. Isso envolve colocar os alimentos em sacos plásticos e remover o ar usando uma máquina de embalagem a vácuo. Isso ajuda a evitar a oxidação e a proliferação de bactérias, prolongando a vida útil dos alimentos.


Cinco exemplos práticos

  1. Congelando couve-flor: Lave e corte a couve-flor em floretes. Em seguida, leve-os ao vapor por cerca de 5 minutos para amolecer. Deixe esfriar antes de colocar em sacos plásticos selados e remover o ar antes de levar ao freezer.

  2. Desidratando Tomates: Corte os tomates em fatias finas e coloque-os em uma assadeira forrada com papel manteiga. Tempere com sal e pimenta e leve ao forno a baixa temperatura (cerca de 150 graus) por cerca de 6 horas. Deixe esfriar antes de armazenar em um recipiente hermético.

  3. Fermentando pepinos: Corte os pepinos em fatias finas e misture com 1 colher de chá de sal marinho. Deixe descansar por cerca de 1 hora antes de colocar em um vidro limpo e tampar. Deixe descansar em um local fresco e escuro por cerca de 3 dias antes de refrigerar.

  4. Embalando a vácuo espinafre: Lave e seque o espinafre. Em seguida, coloque-o em sacos plásticos e use uma máquina de embalagem a vácuo para remover o ar antes de selar. Levar ao freezer.

  5. Desidratando maçãs: Corte as maçãs em fatias finas, retire as sementes e coloque-as em uma assadeira forrada com papel manteiga. Tempere com canela e açúcar mascavo (opcional). Deixe descansar no forno a baixa temperatura (cerca de 150 graus) por cerca de 6 horas. Deixe esfriar antes de armazenar em um recipiente hermético.

Bônus: branqueando vegetais

Branquear vegetais é uma técnica culinária que envolve mergulhar os vegetais em água fervente por um curto período de tempo antes de imergi-los em água gelada. Isso ajuda a manter a cor e a textura dos vegetais, além de parar o processo de cozimento.

Existem algumas razões para branquear vegetais:

  1. Manter a cor: Branquear vegetais ajuda a manter a cor viva dos vegetais, especialmente verduras como couve-flor, brócolis e espinafre. Isso é importante, pois a cor dos vegetais é um indicador da sua frescura e qualidade nutricional.

  2. Textura: Branquear vegetais ajuda a manter a textura macia e crocante dos vegetais. Isso é importante, pois a textura dos vegetais é um importante aspecto da apresentação e do sabor.

  3. Parar o processo de cozimento: Branquear vegetais ajuda a parar o processo de cozimento, o que é importante se você planeja congelar ou secar os vegetais. Isso evita que os vegetais fiquem moles ou desmanchem quando for prepará-los novamente.

Para branquear vegetais, siga esses passos:
  1. Faça uma panela grande de água com água e leve ao fogo.

  2. Quando a água estiver fervendo, adicione os vegetais à água e deixe cozinhar por 1-2 minutos.

  3. Retire os vegetais da água fervente e coloque-os imediatamente em água gelada.

  4. Deixe os vegetais esfriarem completamente antes de usar ou armazenar.

É importante lembrar que alguns vegetais requerem tempos de cozimento diferentes, por isso é importante seguir as instruções de cozimento específicas para cada vegetal, abaixo uma lista dos tempos médios:

  • Couve-flor: 1-2 minutos

  • Brócolis: 1-2 minutos

  • Espinafre: 30 segundos

  • Aspargos: 2-3 minutos

  • Feijão verde: 2-3 minutos

  • Couve: 1-2 minutos

  • Ervilhas: 1-2 minutos

  • Beterraba: 3-4 minutos

  • Abóbora: 3-4 minutos

  • Cenoura: 3-4 minutos

Lembre-se que esses tempos são orientativos e podem variar dependendo do tamanho e da textura dos vegetais. É sempre melhor verificar a consistência dos vegetais branqueados antes de retirá-los do vapor para evitar que eles fiquem moles ou desmanchem.


Conclusão

Em resumo, preservar verduras e legumes é uma ótima maneira de garantir que você tenha alimentos saudáveis e frescos à sua disposição, mesmo quando a temporada acaba. Existem várias maneiras de preservar esses alimentos, incluindo congelamento, secagem, fermentação, embalagem a vácuo e branqueamento. Cada técnica tem suas próprias vantagens e desvantagens, e é importante escolher a que melhor se adapta às suas necessidades e preferências pessoais.


39 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page